Home      |      Mais Rankings      |      Sistema de Pontuação      |      Competições      |      Contato

 

 

SÃO PAULO FUTEBOL CLUBE

    A história do São Paulo Futebol Clube começou em 16 de Dezembro de 1935, mas para compreendê-la, faz-se necessário voltar no tempo, pois trata-se de uma homenagem a outro clube que teve exatamente o mesmo nome, cores e escudo.

    Em 25 de Janeiro de 1930 foi fundado, por sócios do Club Athletico Paulistano e da Associação Atlética das Palmeiras, o São Paulo Futebol Clube - na época também conhecido como São Paulo da Floresta, devido à localização do campo que pertencia à A. A. das Palmeiras e que passou a ser da nova agremiação -, que iniciou sua trajetória no futebol de maneira surpreendente, sendo vice-campeão estadual e já na temporada seguinte conquistando seu primeiro título.

    Em 1933, o Tricolor venceu o Santos por 5 a 1 no primeiro jogo do futebol profissional do Brasil. Apesar do sucesso meteórico, o São Paulo enfrentou dificuldades financeiras. Endividado e sem condições de se sustentar, em Maio de 1935 se fundiu com o Clube de Regatas Tietê, que o incorporou e determinou a sua extinção. No dia 14 deste mesmo mês, o departamento de futebol são paulino foi oficialmente extinto e desfiliado da APEA, entidade organizadora do Campeonato Paulista.

    Após a fusão com o Tietê - que passou a se chamar Tietê-São Paulo -, outros clubes - formados por associados dissidentes do São Paulo Futebol Clube original - foram fundados, como o Clube Atlético Estudante Paulista, que inclusive disputou a "liga paralela" do Campeonato Paulista em 1935 e a liga principal em anos seguintes. Mas o que merece mais destaque é o Clube Atlético São Paulo, fundado em 4 de junho de 1935 também por um grupo de ex-sócios do São Paulo Futebol Clube, que estavam inconformados com o destino do agora ex-time. Diferentemente do Clube Atlético Estudante Paulista, o Clube Atlético São Paulo não chegou a participar do campeonato estadual de 1935, mas foi o responsável por dar o decisivo passo para o "ressurgimento" definitivo do São Paulo Futebol Clube.

    Em 16 de dezembro de 1935, o recém-fundado Clube Atlético São Paulo resolveu "começar do zero", foi extinto e, com isso, foi oficialmente fundado o São Paulo Futebol Clube, que anos mais tarde incorporaria, entre outros clubes, o próprio Clube Atlético Estudante Paulista, uma das principais dissidências do São Paulo Futebol Clube original - que se tornou Tietê e foi extinto em 2012. Portanto, embora a história da fundação do atual São Paulo Futebol Clube seja aparentemente confusa - o que gera equívocos inclusive do próprio clube -, fato é que a agremiação a qual nos referimos - e que se tornou uma das maiores potências esportivas do Brasil e do mundo - iniciou sua trajetória em 16 de dezembro de 1935.

    Diferentemente do antigo São Paulo Futebol Clube - que iniciou sua trajetória fazendo excelentes campanhas -, até o início da década de 40, o "novo" Tricolor era tratado como um time mediano, que não rivalizava com os rivais, principalmente Palmeiras e Corinthians. Tudo mudou a partir de 1942, quando o São Paulo acertou a contratação de Leônidas da Silva, um dos maiores nomes da história do futebol brasileiro. Com o "Diamante Negro" em seu quadro de jogadores, o Tricolor Paulista conquistou cinco títulos estaduais na referida década.

 

 

 

    Nas décadas de 50 e 60, o Tricolor investiu bastante na construção do estádio localizado no Morumbi, e acabou passando por um período com poucos títulos e um jejum de 13 anos, até conquistar o Campeonato Paulista de 1970 - no ano seguinte, sagrou-se bicampeão estadual. De volta ao caminho das conquistas, o São Paulo entrou para o seleto grupo de campeões nacionais em 1977, com o título da Copa Brasil, nome oficial do Campeonato Brasileiro da época. Na década seguinte, o Tricolor conseguiu, com os “Menudos do Morumbi", do técnico Cilinho, vencer mais uma vez a competição nacional, em 1986.

    No entanto, o grande crescimento do São Paulo aconteceu a partir da década de 90, que curiosamente começou da pior maneira possível para o Tricolor do Morumbi, que foi rebaixado no Campeonato Paulista de 1990 (clique aqui e confira os detalhes).

    Após a contratação de Telê Santana como técnico e de uma "manobra" no regulamento do Campeonato Paulista de 1991, que manteve o clube na primeira divisão, o Tricolor se acertou dentro de campo, faturou o próprio torneio estadual - do qual a princípio não teria direito de participar - e ainda no mesmo ano chegou ao seu terceiro título nacional. A partir daí, iniciou uma importante escalada no cenário internacional, conquistando, entre 1992 e 1994, duas Taças Libertadores da América, duas Copas Européias/Sul-Americanas, uma Supercopa Libertadores, uma Copa Conmebol e duas Recopas Sul-Americanas. Inclusive, 1993 foi o ano em que o São Paulo atingiu seu recorde de pontuação em apenas uma temporada: 185 pontos, entre Taça Libertadores, Copa Européia/Sul-Americana, Supercopa Libertadores e Recopa Sul-Americana.

    Após enfrentar um jejum de conquistas de amplitude nacional e internacional por pouco mais de dez anos, o São Paulo novamente sagrou-se campeão continental e mundial, em 2005. Com essas conquistas internacionais, o Tricolor passou a ser o único clube brasileiro três vezes campeão mundial e o primeiro a ser três vezes campeão continental - desde 2011 o Santos também possui três conquistas continentais.

    Nos três anos seguintes, o Tricolor sagrou-se tricampeão brasileiro de maneira impressionante. Assumiu a liderança do ranking após o bicampeonato nacional, em 2007, mas foi ultrapassado pelo Santos, em 2011. Atualmente, o São Paulo é o 2º clube brasileiro mais bem sucedido da história do futebol.

 

Principais Títulos

Mundiais: 270 pontos

1 Campeonato Mundial de Clubes (2005);
2 Copas Européias/Sul-Americanas (1992 e 1993);

Continentais: 180 pontos

3 Taças Libertadores da América (1992, 1993 e 2005);

Nacionais: 300 pontos

2 Copas Brasil (1977 e 1986);
4 Campeonatos Brasileiros (1991, 2006, 2007 e 2008);

Regionais: 15 pontos

1 Torneio Rio-São Paulo (2001);

Estaduais: 210 pontos

20 Campeonatos Paulistas (1931*, 1943, 1945, 1946, 1948, 1949, 1953, 1957, 1970, 1971, 1975, 1980, 1981, 1985, 1987, 1989, 1991, 1992, 1998, 2000 e 2005);
1 Supercampeonato Paulista (2002);
*
Título conquistado pelo São Paulo Futebol Clube, que foi incorporado ao Clube de Regatas Tietê.

Outros Títulos

Continentais: 100 pontos

1 Copa Sul-Americana (2012);
1 Supercopa Libertadores (1993);
1 Copa Conmebol (1994);
1 Copa Master da Conmebol (1996);
2 Recopas Sul-Americanas (1993 e 1994);

Total

1075 pontos

 

 

 

Home   |   Mais Rankings   |   Sistema de Pontuação   |   Competições   |   Contato

 

Ranking de Clubes Brasileiros - Todos os direitos reservados